Otoplastia

otoplastia-ribeirao-preto

As orelhas podem ser uma parte do corpo que incomoda muita gente, assim como o formato do nariz. Geralmente quem tem orelhas salientes sofrem desde a infância com o problema. Portanto, muitas pacientes perguntam como corrigir orelhas de abano, principalmente para crianças.

Esse procedimento cirúrgico pode melhorar a posição ou a proporção das orelhas, corrigindo um defeito em sua estrutura, presente desde o nascimento do paciente.

De acordo com a Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, podem se submeter a este procedimento:

  • Crianças saudáveis, sem doença com risco de vida ou com infecções crônicas não tratadas de ouvido.
  • Geralmente, crianças com cinco anos de idade, ou quando a cartilagem da orelha já é estável o suficiente para a correção.
  • Crianças cooperativas e que sigam as recomendações médicas.
  • Crianças capazes de expressar o que sentem e não manifestam objeções durante a discussão da cirurgia.
  • Adultos que sofram com as orelhas de abano e querem fazer sua correção.

A cirurgia pode ser feita com sedação local e intravenosa, ou com a utilização de uma anestesia geral. O médico é quem irá escolher a melhor opção.

A correção de orelhas em abano usa técnicas cirúrgicas para criar ou aumentar o anti-hélice (apenas dentro da borda da orelha) e para reduzir a cartilagem da concha (a concavidade maior e mais profunda do ouvido externo). As incisões para otoplastia são geralmente feitas atrás da orelha.

Quando incisões são necessárias na parte da frente da orelha, as mesmas são feitas nas suas dobras para escondê-las. Internamente, sutura não removível é usada para criar e fixar a cartilagem recém moldada.

Você poderá ver os resultados assim que os curativos que sustentam o novo formato da orelha forem removidos e as cicatriz ficam escondidas atrás da orelha, ou em suas dobras naturais, não deixando marcas aparentes.