Abdominoplastia

abdominoplastia

A abdominoplastia é um dos procedimentos cirúrgicos mais procurados, principalmente por mulheres que desejam remodelar as formas do abdomen, por uma série de motivos.

No entanto, a primeira coisa que todos precisam saber sobre a abdominoplastia é que esse procedimento não deve ser procurado quando o objetivo é emagrecimento.

A abdominoplastia não tem o objetivo de remover gordura e emagrecer a paciente. Seu intuito é remover a flacidez e reorganizar os músculos da região, que sofrem alterações por conta da grande perda de peso. Ou seja, pacientes que emagrecem seja por prática de exercícios ou por realização da cirurgia bariátrica e ficam com excesso de flacidez são candidatos ideais à abdominoplastia. Com esse guia sobre o procedimento nosso objetivo é tirar as principais dúvidas a respeito dessa cirurgia, para que você consiga identificar se ela poderá lhe ajudar a alcançar os objetivos esperados.

O procedimento é indicado para quem passou por uma grande perda de peso e ganhou flacidez na região do abdomen.

Gestantes tendem a desenvolver a diástase pós-parto e ficam com flacidez na região, sendo candidatas ao procedimento.

Pacientes que fizeram a bariátrica e tiveram grande perda de peso, ficando com excesso de pele.

Mulheres que mesmo após a prática de exercícios físicos ainda possuem flacidez indesejada.

Pode ser associada com lipoescultura ou lipoaspiração

Para tratamento de gordura localizada (o que é bem diferente de obesidade ou sobrepeso) a abdominoplastia pode ser associada com a lipoescultura ou lipoaspiração. Nesse caso você tem a remoção dessa gordura localizada e eliminação da flacidez.

Como é feita a abdominoplastia pós cirurgia bariátrica 

Uma vez realizada a cirurgia bariátrica, o paciente começa a perder peso. Em geral, em torno de 18 meses após o procedimento cirúrgico, o peso se torna estável e, então, a partir daí, as cirurgias plásticas estão indicadas.

A restrição alimentar causada pela cirurgia bariátrica leva a alterações sistêmicas que exigem cuidados maiores tanto no pré quanto no pós-operatório dos pacientes. Devido a essas alterações sistêmicas causadas pela cirurgia bariátrica, não é recomendada a realização de cirurgias associadas.

Após a estabilização do peso do paciente, o ideal é que seja realizada uma cirurgia por vez, com intervalo mínimo de três meses entre cada uma delas.

Posso fazer abdominoplastia e colocar silicone junto ?

Cada vez mais pacientes que desejam passar por um processo de cirurgia plástica perguntam aos médicos nos consultórios: posso fazer abdominoplastia e colocar silicone junto?

A resposta para esse questionamento é SIM.

No entanto, a paciente precisa entender que assim como em qualquer procedimento cirúrgico, submeter-se a ambos os procedimentos no mesmo dia gera um risco maior de complicações.

Além disso, seu pós-operatório será mais difícil e com limitações maiores. Podendo chegar a ser bem desconfortável, principalmente para encontrar posições para sentar-se e dormir.

Será preciso ter alguém para lhe ajudar no seu período de recuperação, que levará em média 60 dias.

No entanto, você passará por apenas uma anestesia geral e ficará afastada de atividades rotineiras e do trabalho por apenas um período.

O ideal é que você converse bastante com o seu médico, para que ele lhe indique, por meio de exames e avaliações, se você está com a saúde em dia para passar por ambos os procedimentos no mesmo momento.

Não chega a ser incomum os cirurgiões plásticos realizarem procedimentos associados, e a abdominoplastia e a colocação de prótese de silicone, ou a abdominoplastia e a lipoaspiração são as associações mais comuns.

Outra grande dúvida sobre esse procedimento é se a paciente terá o umbigo refeito. Para isso existe a necessidade de uma cicatriz circular ao redor dele, portanto o umbigo acaba sendo refeito durante o procedimento.

Se a paciente tiver estrias abaixo do umbigo, existem grandes chances de eliminá-las durante o procedimento.

Quando bem indicada, a abdominoplastia é capaz de reposicionar músculos no lugar, de eliminar o aspecto de flacidez desse abdomen com excesso de pele, promove melhora na autoestima, principalmente da gestate e do paciente bariátrico que vê seu abdomen diferente do que costumava ser.

É um procedimento seguro, desde que realizado por cirurgião plástico capacitado, em centro cirúrgico, seguindo todos os protocolos pertinentes ao procedimento.

Sim! Nada impede que a mulher engravide após ter realizado uma abdominoplastia. No entanto, os médicos recomendam que o procedimento seja feito após as gestações, para que o resultado do procedimento não seja perdido pelas mudanças corporais que a gestação traz.

Além disso, depois de uma gestação, mesmo pacientes que já fizeram a abdominoplastia voltam a ter flacidez, excesso de pele.

A abdominoplastia é um dos procedimentos cirúrgicos mais procurados, principalmente por mulheres que desejam remodelar as formas do abdomen, por uma série de motivos. No entanto, a primeira coisa que todos precisam saber sobre a abdominoplastia é que esse procedimento não deve ser procurado quando o objetivo é emagrecimento.

A abdominoplastia não tem o objetivo de remover gordura e emagrecer a paciente. Seu intuito é remover a flacidez e reorganizar os músculos da região, que sofrem alterações por conta da grande perda de peso.

Ou seja, pacientes que emagrecem seja por prática de exercícios ou por realização da cirurgia bariátrica e ficam com excesso de flacidez são candidatos ideais à abdominoplastia.

Com esse guia sobre o procedimento nosso objetivo é tirar as principais dúvidas a respeito dessa cirurgia, para que você consiga identificar se ela poderá lhe ajudar a alcançar os objetivos esperados.

Qualquer procedimento cirúrgico após o parto só é recomendado após 18 meses. O tempo aumenta se a mulher ainda estiver amamentando.

Só o seu médico poderá lhe dizer quando é o momento de realizar a abdominoplastia após seu parto.

Procure uma avaliação de um especialista.

A recuperação da abdominoplastia requer alguns cuidados. Principalmente nos primeiros 30 dias. É necessário repouso, ou seja, nada de pegar peso, caminhadas, movimentos de levanta e senta frequentes.

Os sete primeiros dias são de repouso de qualquer atividade. Com 15 dias a paciente já pode deixar de andar com passos curtos e pode flexionar o tronco ligeiramente.

Passados 30 dias a paciente já pode andar, dirigir, sentar, mas realizando atividades leves, nada que exija muito esforço.

Depois de 45 a 60 dias pode parar de usar a cinta compressora e voltar gradualmente a praticar exercícios.

Os resultados finais do procedimento serão visíveis após um período de 3 meses.

A cicatriz da abdominoplastia depende do seu tipo. O mais comum é que a cicatriz fique na linha do biquíni. Ela pode ser maior ou menor, dependendo do quão flácido estava o abdomen antes.

Não elimina estrias acima do umbigo

Se você imagina que aquelas estrias acima da região do umbigo que tanto lhe incomodam vão desaparecer com a abdominoplastia está muito enganada.

O procedimento só ajuda a remover estrias abaixo do umbigo e não quer dizer que você não poderá mais desenvolvê-las, só por ter feito o procedimento.